19 de agosto de 2017

Programa Espelho nesta segunda às 21h30

#DricaMoraesNoEspelho

16 de agosto de 2017

#DicaDoEspelho



Se o CD de estúdio já não deixa ninguém ficar parado, o DVD Fé na Festa - ao vivo que chega ao mercado dia 14 de dezembro, promete agitar o fim de ano dos fãs de Gilberto Gil. Dirigido com maestria por Andrucha Waddington que transformou o Retiro dos Artistas num deslumbrante arraial, o show mostra o entusiasmo e a emoção de Gil com a música nordestina que foi a base de sua formação. Especialíssima participação do parceiro Dominguinhos. Incluindo sucessos como 'Qui nem Jiló/Expresso 2222' - 'Baião/De Onde Vem O Baião' - 'Esperando na Janela' e muito mais...

12 de agosto de 2017

Programa Espelho nesta segunda às 21h30

#AiltonGraçaNoEspelho

10 de agosto de 2017

#DicaDoEspelho





O livro é o resultado de tese de doutorado do autor, defendida junto ao Programa de Pós-Graduação em Memória Social da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro, em 2015. O estudo foi realizado basicamente na cidade de Rio Claro/RJ, ao longo de quase uma década junto à família materna do autor. O que chama atenção para esse trabalho etnográfico é o complexo de ações empreendido pelo grupo familiar, que levou o autor a revisitar as suas memórias e reescrever, autonomamente, a própria história. As narrativas colhidas entre os parentes dos três troncos que constituem a família extensa dos Bernardo-Glória-Faustino, remetem à reflexão do quanto famílias negras brasileiras são mais que coadjuvantes na construção da identidade nacional. A leitura nos conduz a reconhecer o protagonismo desses sujeitos sociais.

Luís Cláudio de Oliveira é nascido na cidade do Rio de Janeiro a 14 de dezembro de 1959, um dos sete filhos da empregada doméstica Maria da Glória Bernardo e do inspetor de polícia Wilson de Oliveira. Na juventude viveu no subúrbio do Méier, tendo se mudado para a cidade de Guapimirim, onde vive desde  2006. É cientista social, mestre em educação, cultura e comunicação em periferias urbanas e doutor em memória social. Desde os anos 1970 tem ativa participação política em movimentos sociais, especialmente no movimento negro. Foi professor da rede pública estadual do Rio de Janeiro por vinte anos. Atualmente é professor adjunto da Faculdade de Educação da Baixada Fluminense, UERJ.

Coleção Editorial Tramas de Ideias
Famílias Negras Centenárias: memórias e narrativas é o 1º volume da coleção Tramas de Ideias que tem por finalidade reunir obras que resultam de pesquisas acadêmicas das Ciências Sociais e áreas afins. O foco recai na divulgação de análises referentes a temas vinculados aos debates em torno de cidade, religião, relações raciais, sexualidade, emoção, família e memória.

Texto retirado da íntegra daqui
Fonte: Mar de Ideias

5 de agosto de 2017

Programa Espelho nesta segunda às 21h30

#LedaMariaMartinsNoEspelho

2 de agosto de 2017

#DicaDoEspelho





Ana Costa canta com propriedade o repertório de seu padrinho musical, Martinho da Vila, no projeto Pelos caminhos do som- uma homenagem a Martinho da Vila, que está sendo lançado em CD e DVD, numa parceria da Zambo com o Canal Brasil, com distribuição da Biscoito Fino. Esse é o primeiro registro ao vivo da carreira da cantora e compositora, que tem uma trajetória musical consagrada, com três álbuns lançados entre 2006 e 2014. Gravado em Março no Imperator - Centro Cultural João Nogueira (RJ), no show que agora se transforma em especial de TV, CD e DVD, Ana Costa recebe os convidados Agrião,

29 de julho de 2017

Programa Espelho nesta segunda às 21h30

#TássiaReisNoEspelho

26 de julho de 2017

#DicaDoEspelho


O CD "Cria do samba", disco que marca a estreia de Nego Alvaro na carreira solo, esbanja vertentes do samba. Tem o clássico samba de roda, onde está a raiz do artista, o dolente, partido alto e até samba-rock. A obra, idealizada por Moacyr Luz, tem produção de Pretinho da Serrinha - que também fez os arrajos nos três sambas-rock do álbum - e reúne expoentes da nossa música, como Carlinhos 7 Cordas, Mart'nália, Sereno e Rildo Hora.

22 de julho de 2017

Programa Espelho nesta segunda às 21h30

#JefersonDeNoEspelho

19 de julho de 2017

#DicaDoEspelho



Os cantores cubanos mais populares no Brasil são com certeza Compay Segundo, Ibrahim Ferrer e a turma mostrada em Buena Vista Social Club, de Win Wenders. Porém, chega ao Brasil pela editora Hedra, a biografia de um dos maiores cantores da história de Cuba: Benny Moré. Um fenômeno. E, mesmo que a metáfora brasileira seja forçada, muitos o comparam a uma mistura de Orlando Silva e Pixinguinha ou ainda Tim Maia.

Benny Moré (Bartolomé Maximiliano Moré Gutiérrez, 24 de agosto de 1919 – 19 de fevereiro de 1963), ou Beny, cantor cubano, considerado como o maior cantor popular de todos os tempos. Ele era dotado de uma musicalidade inata e de uma voz com grande expressividade. Moré era um mestre da maioria dos gêneros da música cubana.

O livro é uma coletânea de artigos e depoimentos que mostram como a vida do guajiro de Santa Isabel de las Lajas transformou-se no gênio musical e uma referencia na música cubana contemporânea.

Fonte: Havana 6463