13 de maio de 2009

Artigo novo no ar...


Em tempos de poucos gênios, o mundo se empobrece ao perder Boal. Por isso, a vida que segue clama por ele e faz inúmeras referências.

A coluna dessa semana, não poderia ser diferente. Além do programa, cabe ainda muito mais registros sobre Boal. Dessa vez a estrela não é ele mas o poder de sua maestria.

"Boal em sua literatura e experiência, me encorajava a fazer teatro como meu pai me encorajava a jogar futebol."

Sem comentários: