2 de junho de 2010

Artigo novo no ar...


O artigo de hoje do Blog do Programa Espelho é um post de Jorge Furtado escrito para o Casa Cine Poa no qual ele aborda a questão das cotas costurando junto a ela filmes, vídeos e personagens.

"Me recomendaram uma comédia, “Se beber, não case”, nem terminei de assistir, não achei graça nenhuma. (...) Em compensação, rolei de rir vendo a audiência pública promovida pelo STF (parabéns ao STF!), durante o depoimento do professor Ibsen Noronha(...) Ele só diz besteira, mas que ênfases! Argumenta que muitos negros no Brasil, já no século 19, tornaram-se juízes, “a chamada ‘noblesse de robe”, e até mesmo “índios foram juízes”! (...) Quando parece que vai dizer algo... manda reticências e não diz nada. Calado, é um sábio. Minimiza a escravidão no Brasil: quando da abolição (1888), “apenas 5% da população brasileira era de escravos”. Parece que ele acha pouco. Sustenta firmemente que a escravidão de negros por outros negros, na África, hoje, nos faz pensar que... ele não diz. Nem precisa. Pronuncia a palavra “ideologia” com evidente nojo, embora a sua própria ideologia, direita tacanha padrão, seja cristalina."

Acima é apenas um trecho editado. Leia todo o Artigo e comente. Está imperdível!

Leia +

Sem comentários: