2 de abril de 2011

Programa Espelho nesta segunda às 21h30

Quem nunca viu o filme ou ouviu falar em Cidade de Deus? O Programa Espelho dessa semana traz um filho legitimo dessa terra, o escritor Paulo Lins. Além de escritor Paulo é também, roteirista de cinema e estreou no teatro fazendo a adaptação de Gimba. Contundente Paulo fala com energia e se emociona sempre que fala de sua trajetória, do Estácio, dos amigos que fez e dos amigos que ficaram no passado. Com o olhar para o futuro, Paulo Lins acaba de terminar o Romance Desde de que o samba é samba, que fala do surgimento do gênero no Brasil e afirma: o samba é carioca. Paulo parece não parar e já está trabalhando no roteiro do filme Faroeste Caboclo.

3 comentários:

Margarida Maria disse...

Alô Lázaro. Você é massa. Vagner Moura é massa. Um é preto, outro é branco (da Bahia). E daí? Puro talento brasileiro.
Isso é por conta da entrevista com Paulo Lins que acabei de assistir no espelho. Um cara muito bom, com uma história de vida que é um exemplo. Só não é possível continuar ouvindo que o Brasil não vale a pena, por conta do racismo e da pobreza dos pretos, e por não disporem de propriedades.
Esclareço que sou branco e levei mais de dez anos construindo, com muito esforço e renúncia, minha "propriedade" para abrigar minha família.
Aí é bater sempre na mesma tecla: educação, educação e um pouco mais de educação.
O problema é que não dá para esperar nem exigir de todos que tenham tesão pela escola, pela cultura.
Gostaria de convidar o Paulo para assistir algumas aulas na escola estadual em que minha mulher, como professora, tenta há 30 anos fazer com que seus alunos (brancos na minoria, pretos em maioria)entendam a beleza das palavras e a importância
de se educar para não ficar depois reclamando da vida que não lhes deu chance. Antes de procurar culpados o Paulo deve entender que ele é, na verdade, uma belíssima exceção num país de analfabetos.
Ou seja, inteligência, força de vontade e talento não têm cor, aliás suor também não.

mimagem disse...

E M O Ç Ã O pura! Primeira vez que assisti, e tive sorte de ser com o Paulo Lins! Trabalhei em canal de televisão educativa e sei o quanto é bom fazer programas com conteúdo cultural, dinâmico e com personalidade! Parabéns à toda equipe: diretores, produtores, os cinegrafistas são ótimos!! O que foi aquele chicote em zoom out no Paulo! Perfeito a velocidade e o fim do enquadramento! A sintonia entre e o Wagner e o Paulo foi ótima, perguntas e respostas verdadeiras, vindas do coração! Espero vê-los trabalhando juntos algum dia (se é que já não aconteceu). Abraços de Passo Fundo/RS! Fabiana

*A disse...

Lázaro, diz para o Paulo que esse programa fez muito sucesso aqui na Alemanha. A forma engraçada e pessoal com que ele contou a história dos meninos, foi demais. Esperamos ver mais das obras deles e das suas também. Yes, we can!!