19 de abril de 2017

#DicaDoEspelho



Neste volume, a multiartista Elisa Lucinda reúne em dois livros – Jardim das cartas e O livro do desejo – poemas escritos nos últimos onze anos em que ficou sem publicar poesia. Com a delicadeza, a sensualidade, a inteligência e o humor que marcam a sua criação artística, os versos deste Vozes guardadas revelam amores contidos e outros obscenos, um mundo vasto de espantos, lágrimas, risos e paixões. Ao entregar ao público mais uma leva das “multidões de vozes” que a habitam, a poeta se despede dessas vozes guardadas para dividi-las com todos, fazendo delas nossas próprias vozes. Penetrar no universo dos poemas de Elisa Lucinda exige estancar o tempo e a correria da vida: um delicioso e irrecusável convite.

Sem comentários: