20 de setembro de 2017

#DicaDoEspelho



Noémia de Sousa (1926-2002), conhecida como “Mãe dos poetas moçambicanos”, é autora de densa obra poética, que representa a resistência da mulher africana. Seu único livro, Sangue negro, é composto por 46 poemas, escritos entre 1948 e 1951. A edição brasileira da Editora Kapulana (2016) mantém a estrutura original das edições moçambicanas (2001 e 2011) com as seguintes seções: “Nossa Voz”, “Biografia”, “Munhuana 1951”, “Livro de João”, “Sangue Negro” e “Dispersos”. A presente edição conta, ainda, com magníficas ilustrações da brasileira Mariana Fujisawa, prefácio da Profa. Dra. Carmen Tindó, estudos de Fátima Mendonça, Francisco Noa e Nelson Saúte, além de depoimentos de amigos, companheiros, leitores apaixonados pela obra de Noémia de Sousa.

Fonte: Livraria da Travessa

Sem comentários: